q

q

Seguidores

domingo, 12 de agosto de 2007

Bem-te-vi, o terrível

O Bem-te-vi é realmente um pássaro terrível, não é a toa que o nome científico de sua família é Tiranidae, que tem origem em tyrannus, que significa: tirano, déspota, rei, em referência à crista ou coroa das espécies desta família e, principalmente, pelo seu comportamento sempre agressivo.
Estou escrevendo isto pois fui testemunha hoje pela manhã, no quintal de casa, de mais uma sacanagem do Bem-te-vi. O coitado do cambacica, que tem quase um terço do tamanho do bem-te-vi, estava montando seu ninho na grumixameira. O cara de pau do bem-te-vi a cada juntada de palhinha que os cambacicas traziam e costuravam, se metia no ninho roubava tudo e ia embora montar o seu. O estranho é que os cambacicas apesar de serem roubados a todo instante não pararam de trazer palhinhas e nem mudaram o local da constução do ninho. Pelo jeito eles sabem que depois do bem-te-vi roubar tudo que precisa para montar seu ninho ele os deixa em paz para montar o deles. É a natureza.

Esta primavera promete. Além de bem-te-vis e cambacicas já estarem preparando seus ninhos, os sabiás-laranjeira já estão cantando toda madrugada e fim-de-tarde, desde o começo de agosto. As amoreiras já estão carregadas, só amadurecendo as frutinhas. A goiabeira resolveu goiabar desde já e a pitangueira está preparando uma floração histórica.

2 comentários:

Clazios disse...

Legal., sua observção. Desejo saber: É um passaro monogamo? Qual omês de nidificaçao
Caiu a meses um ninho com vento/chuva e os dois emplumados filhotes, mortos quando os
encontrei. Depois, caiu o ninho. Eles voltam ao mesmo lugar, são casais constantes? Fazem ninho em um pinheiro exótico, 30 anos, uns 12 de altura no meu quintal. Agradeço informe,
Claudio - sp

Luiz Álvaro disse...

Olá Clazios, respondendo ao seu comentário, os Bem-te-vis são monogamicos sim. Como a maioria dos passeridaes reproduzem na primavera e verão quando os dias são mais longos e portanto existe mais comida para alimentar pais e filhotes. No sudeste reproduzem de setembro até fevereiro. Depois que perderam o ninho, constroem outro, pode ser em outro lugar ou mesmo próximo do primeiro, não escolhem muito não, fazem o ninho em qualquer lugar, até em postes. Espero ter contribuido. Abraços e contineu vistando o Surucuá.
Luiz Álvaro