q

q

Seguidores

sexta-feira, 30 de março de 2012

No Parque do Ibirapuera em São Paulo - sabiá-laranjeira com plumagem leucística / Turdus rufiventris / Rufous-bellied Thrush


sabiá-laranjeira com plumagem leucística / Turdus rufiventris / Rufous-bellied Thrush, upload feito originalmente por Luiz Álvaro.

É o segundo sabiá leucístico que vejo em São Paulo. Nunca vi outra espécie de ave com a mesma característica.
Via Flickr:
O leucismo (do grego λευκοσ, leucos, branco) é a falta de pigmentação em parte do corpo de algum animal, podendo ter fundo genético (hereditário ou não), metábólico ou até de alimentação. O resultado normalmente são regiões corpóreas de coloração branca, em maior ou menor extensão, onde naturalmente deveria ocorrer alguma pigmentação. Indivíduos irregularmente manchados de branco são também comumente chamados de "arlequim". Ao contrário do albinismo, que é a ausência completa de melanina, o leucismo pode envolver outros tipos de pigmento.

Mesmo indivíduos leucísticos completamente brancos podem ser diferenciados de indivíduos albinos: a cor do olho no primeiro é normal, enquanto no albino os olhos são vermelhos.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Está chegando o AVISTAR 2012 - de 18 a 20 de maio no Parque Vila-Lobos em São Paulo

Participe da grande celebração das aves brasileiras!


Avistar2012 é a sétima edicão do Encontro Brasileiro de Observação de Aves, a mais importante feira de birdwatching da América Latina, ponto de encontro de todos que observam, estudam e fotografam as aves brasileiras, marco na conservação e proteção de nossa avifauna!

Realizado ao ar livre, Avistar é uma celebração da natureza e de sua conservação e conhecimento e concretiza-se em 4 eixos principais: Congresso, Feira, Avistar Infantil e Arte Naturalista, além do tradicional Concurso Avistar de Fotografia.

Avistar2012 é um evento aberto e gratuíto. Você não precisa se inscrever para participar da feira, das oficinas abertas, exposições, etc...

O Congresso Avistar conta com palestrantes internacionais, ornitólogos, birdwatchers e consagrados fotógrafos, entre outros e oferece dezenas de palestras e oficinas.

A Feira Avistar é um movimentado eixo de negócios, networking e contatos de alto nível. Tem foco em turismo de observação e produtos e serviços para a prática do birdwatching.

Avistar Infantil é talvez a parte mais estratégica do evento, criando as bases para um futuro de harmonia com a natureza. Jovens e crianças tem alí a oportunidade de contato com atividades de reconhecimento e compreensão da natureza. As aves são utilizadas como metáfora de relacionamento, por sua beleza e encantamento.

A exposição de Arte Naturalista complementa o evento, oferecendo um espaço privilegiado para que arte e cultura celebrem a magia das aves brasileiras. Pintura, fotografia, escultura, oficinas são algumas das manifestações artísticas presentes.

Mas Avistar é também criado pela própria comunidade, com paineis e apresentações dos mais interessantes temas e estudos sobre as aves brasileiras... e muito mais...

Participe!

O Congresso Avistar é destinado a biólogos, profissionais de turismo e birders que desejam aprofundar seu conhecimento. A participação no Congresso dá direito a certificado eletrônico - emitido em PDF

Inscrições abertas.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Passarinhando na Serra do Japi / Jundiaí - Sabiá-barranco / Turdus leucomelas / Pale-breasted Thrush

Via Flickr:
O sabiá-do-barranco é o sabiá mais comum do interior do Brasil, especialmente em regiões de cerrado. Também chamado de sabiá-barranqueira, capoeirão, sabiá-de-cabeça-cinza, sabiá-fogueteiro, sabiá-pardo ou ainda sabiá-branco. É uma ave passeriforme da família Turdidae, um pouco menor do que o sabiá-da-mata e o sabiá-laranjeira. Pode ser confundido com o sabiá-poca. Espécie semi-florestal. Vive à beira de matas, parques, matas de galeria, coqueirais e cafezais.
O adulto apresenta o alto da cabeça arredondado, acinzentada nos lados e olivácea na parte alta, sem a mácula negra à frente dos olhos. Bico cinza escuro uniforme. O tom acinzentado domina as costas, tornando-se amarronzado nas asas. Peito acinzentado, com a garganta branca e listras cinza escuro bem definidas. Quando voa, às vezes mostra a área alaranjada da parte interna das asas. A parte inferior da cauda é clara.
O juvenil com o dorso pintalgado de bolas amarronzadas, sem a garganta branca bem delimitada. Pontos marrons no peito e barriga. Mede cerca de 22-23 cm. Não apresenta dimorfismo sexual, sendo sua diferenciação feita apenas pelo canto, que é característica dos machos.
www.wikiaves.com.br/sabia-barranco

sexta-feira, 23 de março de 2012

quinta-feira, 22 de março de 2012

Passarinhando na Serra do Japi / Jundiaí - pé-vermelho / amazonetta brasiliensis / Brazilian Teal

Via Flickr:
Além de pé-vermelho também pode ser chamado de marreca-ananai, asa-de-seda, paturi (sertão de Pernambuco e Bahia) ou até do seu primeiro nome amazonetta que vem do seu nome científico Amazonetta brasiliensis, vive em banhados onde retiram seu alimento e criam seus filhotes e próximo a eles fazem os seus ninhos.

Marreco de pequeno porte, com cores para uma boa camuflagem e com um toque verde e branco belíssimos (encontrado nas asas), será muito difícil ver esse tipo de marreco só, voam sempre em casais ou em bandos com até cinco exemplares e voam geralmente em silêncio e com velocidade.

■O macho: Possui o bico vermelho e possui maior quantidade de verde nas asas.
■A fêmea: possui o bico preto e manchas brancas na base do bico e acima dos olhos.

wikiaves.com.br/pe-vermelho

segunda-feira, 19 de março de 2012

Passarinhando na Serra do Japi / Jundiaí - Anu-branco / guira-guira / Guira Cuckoo


Anu-branco / guira-guira / Guira Cuckoo, upload feito originalmente por Luiz Álvaro.

Via Flickr:
Quando empoleira arrebita a cauda e joga-a até às costas. Anda sempre em bandos. São aves extremamente sociáveis. Mede cerca de 38 centímetros. Sua vocalização é alta e estridente: “iä, iä, iä” (chamada e grito durante o vôo); “i-i-i-i” (advertência); seqüência fortemente descendente e decrescendo de melodiosos “glüü” (canto); cacarejo baixo.

São essencialmente carnívoros, comendo gafanhotos, percevejos, aranhas, miriápodes etc. Predam também lagartas peludas e urticantes, lagartixas, camundongos e filhotes de outras aves. Cospem pelotas. Pescam na água rasa; periodicamente comem frutas, bagas, coquinhos e sementes, sobretudo na época seca quando há escassez de artrópodes.

wikiaves.com.br/anu-branco

quarta-feira, 14 de março de 2012

Passarinhando na Serra do Japi / Jundiaí - Carrapateiro / Milvago chimachima / Yellow-headed Caracara

Via Flickr:
O carrapateiro é uma ave falconiforme da família Falconidae. É um dos gaviões mais conhecidos do Brasil.
É encontrado em todo o Brasil.

Possui cerca de 40 centímetros de altura e 74 centímetros de envergadura, cabeça e corpo branco-amarelado, dorso marrom-escuro, listra pós ocular preta, asas longas com mancha branca perceptível quando em vôo. A cauda é longa com larga listra marrom escura na ponta.
www.wikiaves.com.br/carrapateiro

terça-feira, 13 de março de 2012

Passarinhando na Serra do Japi / Jundiaí - Irerê / Dendrocygna viduata / White-faced Whistling-Duck

Via Flickr:
O Irerê é uma ave anseriforme da família Anatidae. Também conhecido por paturi, siriri, marreca-viúva, marreca-piadeira.
Provavelmente nosso pato mais bem conhecido, seja pela sua beleza, pelo fato de se aproximar muito das áreas urbanas e pelo seu canto típico. É a sua vocalização que lhe empresta o nome irerê ou paturi, muito agudo e alto, lembrando o barulho de alguns apitos ou o som de brinquedos de borracha.

A máscara branca na face contrastando com o pescoço negro e o bico chumbo torna esta espécie inconfundível. O peito é castanho e o resto do corpo é finamente estriado em branco e preto. Quando em vôo é possível ver as asas escuras.

wikiaves.com.br/irere

segunda-feira, 12 de março de 2012

Passarinhando na Serra do Japi / Jundiaí - Pula-pula / Basileuterus culicivorus / Golden-crowned Warbler

Via Flickr:
O pula-pula (Basileuterus culicivorus) é uma ave passeriforme da família Parulidae. Recebe este nome por ser considerado um pássaro inquieto que tem o hábito de pular incansavelmente.
Mede cerca de 12 cm e pesa cerca de 10,5g. Possui o lado inferior amarelo e o superior verde-oliváceo, sobrancelha esbranquiçada, realçada por uma faixa anegrada por baixo e por cima, faixa medial no píleo cinzento-avermelhada.

wikiaves.com.br/pula-pula

quarta-feira, 7 de março de 2012

Passarinhando na Serra do Japi / Jundiaí - Bem-te-vi-rajado / Myiodynastes maculatus / Streaked Flycatcher

Via Flickr:
A maior das espécies rajadas da família, destaca-se pelo enorme bico e cabeça desproporcional ao corpo. É do tamanho do bem-te-vi. As listras superciliares brancas não se unem na nuca, como nas outras espécies de plumagem rajada.

Esta espécie pode ser confundida com o bem-te-vi-pirata (Legatus leucophaius) e com o peitica (Empidonomus varius), mas é maior que os dois. É uma espécie geralmente solitária e quieta, cantando com mais intensidade ao entardecer ou nas primeiras horas do dia.

wikiaves.com.br/bem-te-vi-rajado

terça-feira, 6 de março de 2012

Passarinhando na Serra do Japi / Jundiaí - João-porca / Lochmias nematura / Sharp-tailed Streamcreeper

Via Flickr:
O João-porca tem um nome engraçado. O joão deve vir da família, afinal é da família furnaridae, a mesma do famosissimo joão-de-barro. O porca vem dos seus hábitos, pois gosta mesmo é de procurar presas na vegetação pantanosa, removendo as folhas com o bico. Às vezes procura-as também na lama de chiqueiros e esgotos, o que lhe valeu alguns de seus nomes populares. Além de joão-porca também é conhecido como Capitão-da-porcaria, João-do-riacho, João-suiriri, Presidente-da-porcaria, Tiriri e Tridi.
Tem por volta de 15 cm, e não é muito fácil de ser avistado, a não ser quando visita os chiqueiros.

sexta-feira, 2 de março de 2012

Passarinhando na Serra do Japi / Jundiaí - Tororó / Poecilotriccus plumbeiceps / Ochre-faced Tody-Flycatcher

Via Flickr:
É um autêntico passarinho, mede apenas 9 cm.
Espécie muito comum em matas mesófilas, matas secas, matas de galeria, matas ripárias e na Mata Atlântica. Em certas partes do Sudeste invariavelmente em meio a cipoais ou em soqueiras de samambaias-das-taperas(Pteridium aquilinum) nas bordas de matas úmidas.
wikiaves.com.br/tororo

quinta-feira, 1 de março de 2012

Passarinhando na Serra do Japi / Jundiaí - Mariquita / Parula pitiayumi / Tropical Parula

Via Flickr:
"Apresenta um comprimento de 10 centimetros e um peso de 7,5 gramas. O colorido é espetacular, pelo contraste entre o amarelo vivo da região ventral (alaranjado no peito e cinza azulado das costas). A área ao redor dos olhos é negra e chama a atenção, bem como as duas faixas brancas nas asas e o branco nas penas externas da cauda. No meio das costas apresenta uma área amarelada, visível somente sob excelente iluminação e quando a ave apresenta esse local em suas cambalhotas na busca de alimentação.
Apesar das cores, pode passar despercebida no meio das galhadas altas. O seu canto, uma seqüência rápida de notas agudas aceleradas no meio e reunidas para terminar em notas mais espaçadas. Serve como contato para os membros do casal. "
wikiaves.com.br/mariquita