q

q

Seguidores

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Aves urbanas de São Paulo - 13



Gavião-carijó / Roadside Hawk (Rupornis magnirostris)

O carijó é o gavião mais predominante na cidade de São Paulo, e também em todo o Brasil. Apesar de ter bastante em São Paulo a maioria dos habitantes nunca o viu. Tudo bem, ninguém fica andando e olhando para cima dos prédios, ainda mais se só andar de carro, aí não ve nada mesmo. Para ver o carijó o mais importante é ficar com os ouvidos ligados, pois seu chamado é muito forte e dá para ouvir de grande distância, aí é só procurar em riba dos prédios ou árvores altas a sua volta.

"Como toda ave de rapina tem um papel indispensável no equilíbrio da fauna como reguladores da seleção. Evitam uma superpopulação de roedores e aves pequenas (como é o caso dos ratos e pombos nos centros urbanos) além de eliminar indivíduos defeituosos e doentes." (texto do wikiaves, ouça o canto do carijó no wikiaves)

sábado, 26 de dezembro de 2009

Ninhos adaptados

No suplemento agrícola do jornal O Estado de São Paulo da quarta-feira passada (23/12/2009), apareceram dois fatos interessantes relacionados a ninhos.
Em Atibaia, interior de São Paulo, descobriram um ninho de Pombão ou asa-branca(Patagioenas picazuro), costurado com pedaços de arame usado para amarração de ferragens de construção, fios elétricos e até clipes de prender papel.


Em Santa Cruz do Rio Pardo (SP), um tico-tico (Zonotrichia capensis), montou seu ninho em uma árvore de natal artificial.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Aves urbanas de São Paulo - 11

vira-bosta ou chopin / Shiny Cowbird (Molothrus bonariensis)

Em São Paulo pode ser visto em bandos, geralmente se alimentando em áreas gramadas.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Aves urbanas de São Paulo - 10

Sabiá-laranjeira / Rufous-bellied Thrush (Turdus rufiventris)

Por decreto oficial é a ave símbolo do Brasil. Popularíssimo em qualquer canto da cidade. Em São Paulo canta muito nas madrugadas, alvorecer e entardecer, entre os meses de agosto e novembro.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Aves urbanas de São Paulo - 09

Beija-flor-tesoura / Swallow-tailed Hummingbird (Eupetomena macroura)

Provavelmente o beija-flor mais numeroso do Brasil. É também um dos maiores e mais briguento.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Parabéns ao Wikiaves



O melhor site brasileiro de aves completou seu primeiro ano de vida.

Parabéns a comunidade do wikiaves.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Aves urbanas de São Paulo - 08

Papagaio-verdadeiro / Blue-fronted Parrot (Amazona aestiva)

Não é muito comum, mas sua população na cidade vem aumentando.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Aves urbanas de São Paulo - 07

Corruíra / Southern House-Wren (Troglodytes musculus)

Tem um dos mais belos cantos dos pequenos quintais.

Mede 12cm. de comprimento. Seu canto trinado, alegre e melodioso, é ouvido principalmente no começo da manhã. Enquanto ela se move sobre construções ou na vegetação, emite sem parar um crét crét, rouco e baixo. Bem pequena, pode ser escondida na palma da mão. É parente do famoso uirapuru, considerado por muitos como a ave brasileira que tem o canto mais bonito. Também a corruíra é grande cantadora.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

aves urbanas de São Paulo - 06


Pitiguari, upload feito originalmente por Luiz Álvaro.

Pitiguari / Rufous-browed Peppershrike (Cyclarhis gujanensis)

Vive escondido na folhagem das árvores, sendo denunciado pela sua vocalização. Canta em todos os meses do ano, às vezes mais de uma hora seguida e, depois, cala-se por algum tempo.

ouça o canto do pitiguari no site wikiaves

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

quadragésima

Hoje registrei a quadragésima espécie de ave que passa (e que eu vejo, pois devem ter várias que passam e eu não estou aqui para ver) no quintal de minha casa e redondezas imediatas. Hoje foi um bando de quero-quero (vanellus chilensis).

domingo, 13 de dezembro de 2009

trigésima nona

Alguns dias atrás avistei pela primeira vez, da porta da cozinha da minha casa, uma saíra-amarela (Tangara cayana). Moro no bairro de Vila Mariana em São Paulo. A uns 6 km do centro da cidade. Meu bairro é totalmente urbanizado. Apesar disso, com um olhar sempre a procura de aves, a saíra-amarela é a trigésima nona espécie que avisto da minha casa.
Ela estava bem longe, pousada sobre um grande eucalipto que sobrou num terreno nos fundos de casa. a foto ficou bem ruim mas é mais para registro.


uma outra foto um pouco melhor da saíra-amarela


a relação das 39 espécies já avistadas.

Garça-vaqueira

Família Cathartideos
Urubu-preto

Família Acipitrideos
Gavião-Carijó
Gavião-miúdo

Família Falconideos
Caracará

Família Columbideos
Rolinha-roxa
Pombo doméstico

Família Psitacideos
Periquito
Aratinga-de-bando
maracanã-pequena
papagaio-verdadeiro

Família Cuculídeos
Alma-de-gato
Anu-preto

Família Troquilídeos
Beija-flor-tesoura ou Tesourão

Família Picídeos
Pica-pau-do-campo
Pica-pau-de-cabeça-amarela

Família Tiranideos
Bem-te-vi
Relógio ou Teque-teque
Bentevizinho
Suiriri
Maria-cavaleira-de-rabo-enferrujado

Família Hirundinideos
Andorinha-pequena-de-casa

Família Trogloditídeos
Corruíra

Família Turdideos
Sábia-laranjeira

Família Vireonídeos
Pitiguari


Cambacica

Família Thraupidae
Tiê-de-topete
Sanhaço-cinzento
Sanhaço-do-coqueiro
Tiê-preto
saíra-amarela

Família Emberizídeos
Tico-tico
Canário-da-terra
Tiziu
Cardeal-do-nordeste

Família Icteridae
Chopim
pássaro-preto

Família Estrildídeos
Bico-de-lacre

Família Ploceídeos
Pardal

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Aves urbanas de São Paulo - 05

Cambacica / Bananaquit (Coereba flaveola)

É também conhecido como mariquita, chiquita (Rio de Janeiro), caga-sebo, sebito, sebinho, papa-banana (Rio Grande do Sul), saí e tem-tem-coroado (Pará) e é comum em uma grande variedade de hábitats abertos e semi-abertos onde existam flores, inclusive as de plástico. Em São Paulo é muito comum e compartilha os bebedouros com os beija-flores, apesar dos beija-flores não gostarem nem um pouco disso.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Aves urbanas de São Paulo - 04

Bem-te-vi
/ Great Kiskadee
(Pitangus sulphuratus)
Talvez seja a espécie mais popular do Brasil. Ocorre em todos os estados e todos os tipos de ambientes.

Esta é uma cena que não é muito comum, pois os bem-te-vis preferem mais os insetos que as frutas, porém, quando os insetos rareiam ou quando estão com filhotes reclamando por comida, eles agradecem e aproveitam qualquer fruta.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Aves urbanas de São Paulo - 02


rolinha-roxa, upload feito originalmente por Luiz Álvaro.

rolinha-roxa / Ruddy Ground-Dove (Columbina talpacoti)

Historicamente uma das primeiras espécies brasileiras a se adaptar ao meio urbano, ainda é a espécie nativa mais comum em boa parte das grandes cidades brasileiras.